The Political Construction of Brazil

2017. An encompassing analysis of Brazil’s society, economy and politics since the Independence. A national-dependent interpretation. Three historical cycles of the relation state-society: State and Territorial Integration Cycle (1822-1929), Nation and Development Cycle (1930-1977) and Democracy and Social Justice Cycle (1977-2010). Crisis since then. (Book: Lynne Rienner Publishers)

Mais informações

Macroeconomia Desenvolvimentista

2016. With José Luis Oreiro e Nelson Marconi. Our more complete analysis of Developmental Macroeconomics – the central economic theory within New Developmentalism. (book)

Mais informações

Ele repensou São Paulo

Luiz Carlos Bresser-Pereira

Nota na página do facebook, 29.9.2016

Meu candidato à prefeitura de São Paulo é Fernando Haddad. Vou votar nele porque ele vem sendo um notável prefeito, que vem governando a cidade com imaginação, coragem e competência. Como ele sempre diz, seu grande objetivo foi tornar a cidade - a rua - uma extensão da casa de cada paulistano. Foi transformar a cidade na nossa casa, como, por exemplo, fizeram os catalães com Barcelona. Para isto, ele repensou a cidade, e a dotou de um Plano Diretor e de uma Lei de Zoneamento inovadores, baseados nos corredores urbanos, nas faixas exclusivas para ônibus, nos prédios de uso misto combinando moradia, escritório e comércio, no aumento das áreas verdes, em um grande aumento das creches, em ruas reservadas para pedestres, em praças dotadas de Wi-Fi, e na redução da velocidade nas avenidas, que reduziu fortemente o número de acidentes e - sim! - aumentou a fluidez do trânsito, porque os automóveis pararam de dar tantas brecadas súbitas.
Os paulistanos confiaram nele e o elegeram há quatro anos atrás. Haddad mostrou-se merecedor do seu voto, e agora não apenas ele, mas todos nós, paulistanos que amam nossa cidade, desejamos que ele vá para o segundo turno. Ele tem qualificações e um grau de espírito público muito superiores aos dos seus concorrentes. A única candidata que tem o mesmo espírito público é Luisa Erundina, e está na hora de ela pensar no voto útil.
Há hoje na Folha um excelente artigo de Guilherme Wisnik no qual ele elogia Haddad critica um dos candidatos: "Sua estratégia é cínica e oportunista: esconde o êxito objetivo da política de Haddad, que diminuiu o trânsito e reduziu expressivamente os acidentes na cidade, lançando o falso bordão da 'indústria da multa', que se aproveita do clima de acusações de corrupção contra o PT. Ocorre que Haddad, ao contrário, é o prefeito que combateu fortemente a corrupção, criando a Controladoria Geral do Município, que desmontou a máfia do ISS, recuperando mais de R$ 600 milhões desviados, e conseguiu renegociar a dívida (reduzida em R$ 25 bilhões), colocando em ordem as finanças". Nada mais verdadeiro.
No próximo domingo os brasileiros têm um compromisso com suas cidades. Vamos honrar esse compromisso.
 


Fale conosco: ceciliaheise46@gmail.com